Notícias

Projetos da Prefeitura de Manaus com foco em reuso e reconversão são destaque na Semana do Turismo

Projetos com foco em reuso, biofilia e reconversão no centro histórico e na Ponta Negra foram destaque na apresentação da Prefeitura de Manaus, via Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), dentro da 7ª Semana do Turismo, em comemoração ao Dia Mundial do Turismo, celebrado na última segunda-feira, 27/9.

Nesta terça-feira, 28, em evento on-line e gratuito, no segundo dia de lives promovidas pela Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), na plataforma Zoom, o diretor de Planejamento do Implurb, arquiteto e urbanista Pedro Paulo Cordeiro, falou sobre a importância da revitalização do Centro Histórico de Manaus para o turismo da capital e do Estado, tomando como base projetos em desenvolvimento na gestão do prefeito David Almeida.

 

“Destacamos três projetos, o ‘Nosso Centro’, ‘Nosso Distrito’ e o ‘Local Casa de Praia’, todos voltados para oferecer melhor qualidade de vida aos habitantes e principalmente ter espaços públicos multigeracionais, com enfoque turístico. São projetos com arquitetura e conceito de requalificação e reconversão, como é o caso do Mirante da Ilha, que se tornará a primeira grande área vertical de lazer e turismo da capital”, explicou Pedro Paulo.

 

O mirante terá atrativos gastronômicos, culturais, de arte, exposições, negócios e da própria paisagem, de frente para o rio Negro.

 

“Vamos ter o teleférico, integrado, e mais uma marina. Hoje, no local, existe um atracadouro precário e a futura marina servirá para os serviços públicos de saúde, transporte e educação, como também para o setor privado”, completou o diretor.

 

Outro projeto destacado durante a apresentação na live foi o “Nosso Distrito”, em parceria com a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), propondo reestruturação e requalificação de espaços públicos, além da implantação de novos modelos e formatos de mobiliários, integrando o calçadão e o ambiente. Um playground temático, uma arena de robótica e o Museu da Indústria são grandes atrações para a região, que ainda tem apelo para o turista.

 

 

“O Museu da Indústria será um grande marco, logo no início do Distrito Industrial, resgatando a história, passado, presente e futuro do projeto Zona Franca. A modelagem proposta ainda incluirá salas de exposições de novos produtos e tecnologias, e salas de reuniões e encontros”, falou o arquiteto.

 

E por último, o palestrante falou sobre o projeto “Local Casa de Praia”, área abandonada há décadas na Ponta Negra, alvo de projeto de reconversão de usos, passando a ter diversas atividades de negócios, gastronomia, empreendedorismo, lazer, cultura, artesanato, shows e exposições.

 

Em comum, todos os espaços são pautados pelo conceito da biofilia, de ter a natureza e o ambiente natural o mais próximo possível, ampliando a qualidade de vida, a criatividade, e atendendo melhor ao turista e ao residente.

 

“Quando o turista vem até a cidade, vem para conhecer o que tem de mais belo. Temos a paisagem natural e a paisagem construída, principalmente no Centro Histórico de Manaus. É isso que a gestão está trabalhando para resgatar, remodelar e mostrar mais”.

 

 

— — —

Texto – Claudia do Valle / Implurb

Foto – Divulgação / Implurb

Notícias relacionadas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com