Notícias

Prefeitura de Manaus promove curso de ‘Produção de Eventos de Rua’

A Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), iniciou, nesta segunda-feira, 21/11, no Casarão da Inovação Cassina, localizado no Centro Histórico de Manaus, o curso de “Produção de Eventos de Rua”. A capacitação, que conta com a participação de 50 alunos e segue até a próxima sexta-feira, 25/11, esclarece para os participantes todas as etapas da produção de eventos, prestação de serviço, ferramentas de organização e emissão de autorizações das vias públicas. Além disso, é uma possibilidade de atualizar os produtores da cidade sobre os protocolos para produção de eventos.

 

A iniciativa faz parte do Programa Municipal de Formação Artístico e Cultural (Promfac), que busca oferecer capacitação e qualificação profissional aos artistas, agentes e produtores culturais residentes em Manaus, atuantes nos diversos segmentos de arte.

 

“Com a chegada da época de festas de rua, Copa do Mundo, Natal, Réveillon e Carnaval, resolvemos realizar esse curso gratuito para a população, ficamos surpresos pela grande procura, disponibilizamos 50 vagas e recebemos mais de 170 inscrições. Nossa ideia é realizar mais cursos como esse, para capacitar cada vez mais nossos produtores culturais”, o diretor-presidente da Manauscult, Alonso Oliveira.

 

Todo o conteúdo do curso será ministrado pelo gestor de Projetos, Roberto Fernandes, que abordará sobre a organização, concepção, produção e pós-produção, fornecedores, equipe, material, comunicação, formatação e estrutura necessária para a realização de eventos.  O curso também contará com uma oficina de Burocracias para Produção de Eventos de Rua.

 

“O curso de eventos de rua é um nicho bem específico, e o objetivo geral do curso é ver os aspectos de eventos de rua, organizações, quais são os tipos de eventos de rua que podem ser produzidos, e os produtores terão a condição de se atualizarem em relação às questões burocráticas e institucionais, as leis atuais em relação ao evento, porque muita coisa mudou nesses últimos dois anos, no meio de uma pandemia”, esclareceu o professor do curso, Roberto Fernandes.

 

— — —

Texto – Keize Pedrosa / Manauscult

Fotos – Oliveira Junior / Manauscult

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHBqjAgkmw

Notícias relacionadas

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com